Portal do Governo Brasileiro

Nova Base Nacional Comum Curricular: avanço na educação brasileira

Nova Base Nacional Comum Curricular: avanço na educação brasileira

150 150 ENEF

Em 2017, a AEF-Brasil celebrou mais um avanço: a homologação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e a inclusão da Educação Financeira entre os temas transversais que devem entrar nos currículos das escolas brasileiras nos próximos anos. A proposta é que, uma vez inserida em disciplinas como o português, por exemplo, de forma transversal, o estudante seja capaz de ler e compreender, com autonomia, faturas, boletos e carnês.

 

Começa na Escola

Na prática, a BNCC amplia o trabalho realizado pela AEF-Brasil desde a criação da Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF), em 2010. Decreto Federal que contribui para o fortalecimento da cidadania e para a promoção de ações que ajudem a população a tomar decisões financeiras mais conscientes, a ENEF prevê a realização de ações no âmbito nas escolas e já contribuiu para a formação de mais de 9 mil professores em mais de 3 mil escolas públicas.

As instituições de ensino terão até 2019 para reorganizar seus currículos e atender à determinação. O grande desafio dos membros do Ministério da Educação e das instituições envolvidas com a temática, como é o caso da AEF-Brasil, é construir uma cultura transversal capaz de tornar o ensino de educação financeira mais leve e atraente e criar aderência entre os alunos.

Mais do que isso, é desenvolver projetos e tecnologias direcionadas ao professor e investir em sua capacitação contínua, direcionada à rotina da sala de aula e com maior interação do corpo docente. A valorização e a formação do professor são a chave do sucesso em países como a Finlândia e a Nova Zelândia, por exemplo, marcados por consistentes movimentos educacionais. Para se juntar a eles, é fundamental promover a valorização cultural do educador e oferecer remuneração e condições de trabalho compatíveis.

Coordenação e Execução dos Programas
MEMBROS DO COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA (CONEF)




    FONTE
    ALTO CONTRASTE