Portal do Governo Brasileiro

Glossário

E



Economia de mercado

No Brasil, e na maioria dos países, a economia é formada por muitos mercados, onde os preços sobem e descem em função da oferta e da demanda. Nas economias que se organizam a partir de mercados, os preços são sinais que orientam as decisões das pessoas: preços altos estimulam a oferta, fazendo com que os produtores atuais expandam sua produção e até mesmo que outras pessoas queiram passar a ofertar aquele produto ou serviço. Se os preços
caem, ocorre o movimento contrário. Não existe economia de mercado pura. Em
qualquer país, há sempre alguns produtos e serviços ofertados pelo governo. São
os bens públicos, como segurança, iluminação e boa parte do ensino básico.


Economizar

Fazer escolhas e saber que elas jamais serão perfeitas, pois temos recursos limitados diante de nossos vários desejos.


Empreendedorismo

Qualidade de pessoas empreendedoras, que assumem riscos, identificando criativamente novas oportunidades, abrindo seus próprios negócios e gerando empregos, contribuindo decisivamente para o crescimento da economia. Pode ser definido como o processo de criar algo novo com valor, dedicando-se o tempo e o esforço necessários, assumindo os correspondentes riscos financeiros, psicológicos e sociais, e recebendo as recompensas consequentes da satisfação e da independência pessoal e econômica. Ou seja, você inicia um empreendimento, normalmente abrindo um negócio, buscando inovar em relação ao que já existe, mas trazendo um novo significado.


Empreendedorismo por necessidade

Quando a pessoa torna-se empreendedora porque precisa urgentemente recuperar ou aumentar sua renda. Por exemplo, após ser demitida e não encontrar emprego, ela abre um pequeno negócio para sus- tentar a si e sua família. Empreendedorismo por oportunidade: quando uma pessoa vislumbra uma oportunidade para abrir seu próprio negócio, tornando-se empreendedora ao atender uma necessidade não satisfeita no mercado e, com isso, aumentando sua renda.


Emprego formal

O chamado “emprego com carteira assinada”, o qual traz garantias para o trabalhador, como férias, 13o salário e pagamento de horas extras. Quem tem carteira de trabalho também tem vantagens indiretas, como maior facilidade de obtenção de crédito na compra de um bem de consumo. O empregado formalizado contribui (simultaneamente ao empregador) para a previdência social, garantindo assim uma série de direitos e benefícios, como receber remuneração em situação de doença ou de acidente de trabalho, salário-maternidade em caso de gravidez e de aposentadoria.


Empréstimo

Operação em que uma pessoa obtém dinheiro em uma instituição financeira, pagando juros por isso.


Empréstimos consignados

Empréstimos concedidos a pessoas que têm uma renda fixa, um salário ou uma aposentadoria, por exemplo. Nesses casos, o pagamento do empréstimo é feito por meio de descontos efetuados sobre essas remunerações. Isso quer dizer que a pessoa recebe o seu salário ou aposentadoria tendo já descontado o valor da prestação. A segurança em receber as prestações possibilita que os bancos que fazem esse tipo de empréstimo cobrem juros mais baixos.


Encargos sociais

Esse conceito gera debates. Para alguns centros de estudo, como o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), são encargos sociais apenas as contribuições pagas pelas empresas como parte do custo total do trabalho, mas que não revertem em benefício direto e integral do trabalhador, sendo recolhidos ao governo, com parte deles repassada a entidades patronais de assistência e formação profissional. Seriam a contribuição para o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), para as instituições que compõem o Sistema S, como o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), para o salário-educação e para o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Peque- nas Empresas (Sebrae). Outras opiniões ampliam esse conceito, para incluir o FGTS, o pagamento de 13o salário, férias etc.


Encargos trabalhistas

São valores pagos pelo empregador diretamente ao em- pregado mensalmente ou no final do seu contrato de trabalho: 13o salário; adicional de férias; vale-transporte etc.


Escambo

Troca direta de mercadorias. Por exemplo, você produz mel e troca alguns jarros por uma cabra. Depende de que os donos dos produtos queiram fazer a troca em questão.


Espaço público

As cidades devem possuir, além das áreas privadas, uma esfera pública, pertencente e usada pela comunidade. Atualmente, o espaço público é planejado de forma mais integrada e harmônica com as necessidades e desejos das comunidades.


Espaços públicos livres

Incluem as áreas de circulação (como a rua), espaços de lazer (como uma praça), de contemplação (como um jardim público) ou de preservação ou conservação (como um grande parque ou mesmo uma reserva ecológica). O governo não cobra ingressos e garante a livre circulação das pessoas.


Estágio

Atividade prestada por estudantes nas empresas ou repartições públicas, com o objetivo de obter experiência profissional e de se aprimorar na área para a qual está estudando. O estágio ajuda o estudante a fazer uma relação entre a teoria e a prática no ambiente profissional.


Estimativa

No plano financeiro, fazer estimativas é prever quais serão os seus gastos e/ ou receitas em um determinado período (semana, mês, ano) ou em um determinado evento (viagem, churrasco, festa). Para se fazer estimativas, é preciso ter um método, utilizar a experiência adquirida ou pesquisar, senão é apenas brincar com a sorte.


Estoque inicial

Refere-se aos produtos acabados e o material para produzir mais produtos para se começar o negócio.


Estudo de viabilidade do negócio

Necessário para se verificar se o negócio tem chances de sucesso ou não. O primeiro passo é elaborar uma lista de tudo o que é necessário para montar e manter o negócio. Para se estimar as despesas de início de um projeto devemos classificá-las em dois tipos: investimento (como mesas, cadeiras, computadores para que o negócio funcione, o estoque inicial de produtos) e despesas mensais, que serão fixas e variáveis.


Exportação

Venda, para usuários residentes no exterior, de produtos ou serviços produzidos no nosso país.


Externalidade

Efeito colateral ou consequência para pessoas externas à transação econômica ou ao negócio, e pode ser positiva ou negativa.Quando as ações de indústrias têm impacto sobre o bem-estar de pessoas que não participaram da ação, estamos diante de uma “externalidade”. O papel do governo é fazer com que o causador da externalidade assuma seus custos, se ela for negativa, ou receba seus benefícios, se positiva.


Coordenação e Execução dos Programas
MEMBROS DO COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA (CONEF)




    FONTE
    ALTO CONTRASTE