Portal do Governo Brasileiro

Parceria e Patrocínio

O biênio 2017-2018 marca uma nova fase nos programas implementados pela AEF-Brasil: o desenvolvimento do Ecossistema de Educação Financeira, que é composto por quatro componentes, que visam ampliar a divulgação e adesão ao tema por diferentes públicos (alunos, professores, gestores da educação, organizações não-governamentais e outros interessados) em uma escala nunca antes alcançada no Brasil, possibilitada pelo uso dos recursos tecnológicos mais inovadores.

Três desses componentes são desenvolvidos em parceria com a TV Escola, responsável pelos programas de televisão pública do Ministério da Educação. Usando diferentes plataformas de tecnologia é um projeto transmídia. Assim, por meio do uso de tecnologia, a educação financeira ganha em escalabilidade e tem seu potencial maximizado ao atingir milhões de brasileiros entre os mais diferentes públicos. Eles são:

Campanha de Comunicação

O projeto está dividido no desenho de três produtos: série web “R $ 100 Neuras” voltada para o público adolescente; série documental “Sua Escola, Nossa Escola” que mostra experiências reais em sala de aula com projetos de educação financeira; e “Salto para o futuro”, com os apresentadores Bárbara Pereira e Murilo Ribeiro, o programa de entrevistas contou com a presença da superintendente da AEF-Brasil, Claudia Forte, e da secretária de Estado da Educação, Juventude e Esporte do Tocantins, professora Wanessa Zavarese Sechim.

Plataforma Vida e Dinheiro

A nova plataforma pretende ser referência nacional em educação financeira contendo: conteúdo qualificado, ambiente para professores, cursos de treinamento online, biblioteca virtual e outros. O que o visitante encontra na plataforma: Um ambiente de referência para conteúdo de educação financeira moderno, atraente e amigável;

  • Acesso disponível a partir de qualquer dispositivo móvel (telefones celulares, tablets e outros) com sistemas operacionais e computadores Android e IOS;
  • Informações sobre a rede de formação acadêmica em educação financeira, com Centros de Formação de Professores em todos os estados do Brasil, além de depoimentos, histórias de sucesso, teses, artigos, entrevistas, trabalhos de graduação, entre outros materiais;
  • Conteúdo exclusivo para download, como livros de alfabetização financeira para escolas de ensino fundamental e médio (professor e aluno);
  • Série de 13 episódios com youtuber
  • Acesso ao conteúdo completo dos membros do Comitê Nacional de Educação Financeira – CONEF, contendo ferramentas, aplicativos, tabelas, dicas sobre assuntos como: poupança, investimento, crédito, seguro, planejamento, direitos e deveres, pensão e consumo;
  • Material didático e de uso do público adulto, visando atingir os aposentados com renda de até dois salários mínimos e mulheres beneficiárias do programa Família;

Game

Consiste na elaboração de uma tecnologia educacional inovadora em educação financeira através de um jogo educativo que tem o potencial de disseminar conceitos teóricos através de linguagem lúdica e adaptada às novas gerações. Ou seja, uma versão multiplataforma, pois contará com ações que já estão na Campanha de Comunicação e na plataforma vidaedinheiro.gov.br. O jogo também envolve atividades para os jogadores tomarem decisões que envolvem planejamento, investimento, consumo consciente, visão de longo prazo, etc.

Rede de Educação Financeira

O quarto componente é a Rede de Educação Financeira, a constituição de polos que apóiam ações de formação acadêmica em educação financeira, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento de todo o ecossistema. Cada polo requer o estabelecimento de parcerias com Universidades e Institutos Federais de Ensino Superior, Secretarias de Educação estaduais e municipais e fundações de apoio à pesquisa com o objetivo de desenvolver um curso que atenda às demandas regionais, além de possibilitar a progressão na carreira e a certificação.

Para que a missão da AEF-Brasil torne o Brasil uma nação com educação financeira e alcance as metas com públicos tão diferentes, temos patrocinadores e parceiros estratégicos que, em seu processo de desenvolvimento organizacional e responsabilidade social, enxergam possibilidades reais de construção. um Brasil melhor e viabilizar recursos estratégicos e financeiros em nossos projetos. Eles são:

Aqui estão alguns depoimentos de nossos parceiros:

Denise Hills, do Itaú, defende o compromisso de promover a Educação Financeira.

Fernanda Francisco, gerente de comunicação da Visa do Brasil

“Contribuir para o desenvolvimento das localidades em que estamos presentes é um dos princípios norteadores da estratégia do Bradesco. Acreditamos em um sistema financeiro inclusivo que busque reduzir as desigualdades e que a educação financeira seja um caminho para atingir esse objetivo. Para o Bradesco, a educação deve contribuir para o bem-estar financeiro, evitar situações de endividamento, por meio do uso responsável do dinheiro e do crédito e estimular a poupança através de investimentos apropriados.Conscientes do nosso papel social, apoiamos instituições como a AEF-Brasil que compartilham os mesmos valores e trabalhar para tornar a educação financeira um tema relevante e transformador da realidade social brasileira ”.

Linko Ihsibashi
Superintendente de Sustentabilidade do Banco Bradesco

“O investimento social do Citi é realizado por meio de parcerias locais, por isso é possível alcançar causas sociais fundamentais para cada local onde o banco está presente. O investimento no programa de educação financeira para adultos está totalmente alinhado à missão da fundação de buscar projetos de parceiros renomados. suas áreas de foco que têm a capacidade de dimensionar e impactar o público da comunidade de baixa renda, é uma iniciativa de grande impacto, já que faz parte da Estratégia Nacional de Educação Financeira – ENEF, que faz da AEF-Brasil um dos nossos principais parceiros locais “.

Helen Fachinetti
Gerente de Relações Comunitárias e Sustentabilidade do Citi Brasil

“Sabemos que estabelecer uma cultura de educação financeira no Brasil é um grande desafio, porque a maioria da população é míope e não planeja o futuro. Portanto, entendemos que é nossa responsabilidade, como seguradora, ajudar a promover essas mudanças. na sociedade.”

Aura Rebelo
Diretor de Marketing e Canais da Icatu Seguros

“Investir em educação financeira é fundamental para o crescimento do país, a questão é a base para uma economia saudável e equilibrada. Hoje, a relação de consumo do brasileiro está doente e quanto mais cedo o aprendizado for estimulado, melhor. É durante o treinamento Na fase de alfabetização, a criança está mais disposta a formar hábitos saudáveis, o investidor desempenha um papel fundamental nesse processo, e se as contribuições feitas pelas instituições não forem bem administradas, corre-se o risco de que as práticas se percam pela metade. ”

AndréaS. Regina
Sustentabilidade Empresarial MGR LATAM DA SERASA

“Nosso interesse é reduzir a pobreza e entendemos que a pobreza também vem da falta de preparo e conhecimento de como lidar com as finanças pessoais. Não ter recursos para emergências e não saber se o planejamento aumenta a vulnerabilidade das pessoas. No caso específico da aposentados, o superendividamento causa problemas ainda maiores. A educação financeira é, portanto, uma forma de combater a vulnerabilidade social e econômica. ”

Luciana Botafogo
Especialista Sênior do Fundo Multilateral de Investimentos da FUMIN, Grupo BID

“Trabalhar com organizações que lidam com os problemas estruturais de nossa sociedade nos dá a oportunidade de colaborar com nosso conhecimento e tecnologia para encontrar soluções para eles. No caso da educação financeira, este é um passo fundamental para garantir a inclusão socioeconômica, um fator determinante no progresso e desenvolvimento do Brasil. ”

Juliana Nobre
Gerente de Projetos de Cidadania Corporativa da IBM no Brasil

Coordenação e Execução dos Programas
MEMBROS DO COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA (CONEF)




    FONTE
    ALTO CONTRASTE