Portal do Governo Brasileiro

Programa de Educação Financeira para Adultos

Personas identificadas

O Programa de Educação Financeira para Adultos, no Ciclo 1, realizou o aprofundamento sobre as mulheres beneficiárias do Programa Bolsa Família e dos aposentados com renda de até dois salários mínimos. Conheça:

Mulheres beneficiárias do Programa Bolsa Família

A imersão no contexto das mulheres beneficiárias e das pesquisas e documentos do Programa Bolsa Família, aconteceu para entender o funcionamento do programa e padrões de comportamento financeiro das beneficiárias. Foram quatro meses de pesquisa de campo (novembro de 2013 a fevereiro de 2014) e contou com a participação de 80 mulheres em 15 municípios, nas regiões N, NE e SE, zonas urbanas e rural, além de comunidades ribeirinhas resultando em quatro diferentes “personas”, que inspiraram a produção das tecnologias sociais, a saber:

Sonhadora – possui baixa responsabilidade sobre o uso do dinheiro devido ao impulso ao consumo, sendo o desafio encontrado o de encoraja-las a fazer escolhas financeiras mais maduras e conscientes e dar instrumentos para isso;

Visionária – gera patrimônio e renda e geri riscos e investimentos, sendo o desafio encontrado o de apoia-las na ampliação e proteção de seu patrimônio e o de estimular o seu papel multiplicador;

Sobrevivente – possui otimização de recursos limitados, sendo o desafio encontrado o de potencializar o talento de gestão de recursos escassos para as empoderar;

Guerreira – possui foco nas escolhas a curto prazo, sendo o desafio encontrado o desenvolver uma visão de riscos e orientação para que elas se planejem a médio e longo prazo.

 

 

Aposentados

A imersão no contexto dos aposentados com renda de até dois salários mínimos para entender o funcionamento do programa e padrões de comportamento financeiro deste público-alvo. Foram quatro meses de pesquisa de campo (novembro de 2013 a fevereiro de 2014) e contou com a participação de 90 aposentados em 12 municípios, nas regiões N, NE e SE, zonas urbanas e rural, resultando em quatro diferentes “personas” que inspiraram a produção das tecnologias sociais, a saber:

 Dedicado – possui como motivos do superendividamento a doação e a realização dos desejos alheios, sendo o desafio encontrado o de colocar limites e fazer com que o aposentado olhe para si;

Ancião – possui como motivos do superendividamento o empreendimento e investimento em situações adversas, sendo o desafio encontrado o de mostrar os riscos e imprevistos a este aposentado);

Resignado – possui como motivos do superendividamento os abusos financeiros, escolhas inconsistentes e o desconhecimento, sendo o desafio encontrado o de empoderar e isolar este aposentado);

Hedonista – possui como motivos do superendividamento o consumo impulsivo, vaidade e a priorização do presente, sendo o desafio encontrado o de dar sustentabilidade e disciplina a este aposentado.

 

Coordenação e Execução dos Programas
MEMBROS DO COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA (CONEF)




    FONTE
    ALTO CONTRASTE